Posts in "Camisetas Poéticas"

Concurso Cultural – Aniversário de SP (encerrado)

Amanhã, dia 25 de janeiro de 2013, a cidade de São Paulo completará 459 anos de concreto, garoa e poesia! E, para comemorarmos a data, a Poeme-se lança seu mais novo Concurso Cultural, tendo como prêmio uma camiseta poética do site www.poemese.com.

Para concorrer é simples:

Basta curtir nossa página no facebook e usar o campo de comentários abaixo para publicar seus versos sobre a cidade de São Paulo. O comentário mais curtido levará a camiseta para casa. Simples assim! Depois é divulgar para os amigos e torcer para que seu talento renda muitos likes.

Curta:

Clique em comentar e publique seu verso ou poesia sobre SP:

O concurso vai até 22h do dia 26/01/2013. Qualquer um pode participar, independente do estado onde more. O concurso é válido para todo o território nacional. A Poeme-se prezará por versos de autoria. Quaisquer evidências de plágio serão descartadas do concurso, independente do número de curtir. O vencedor ganhará uma (1) camiseta (tshirt ou babylook) do site www.poemese.com. A Poeme-se alertará o vencedor via Facebook, sendo que o mesmo ficará responsável por escolher a camiseta e enviar o endereço de entrega.

Coleção "Procura-se" por Thaís Aragão.

Resignado ou inconformado, cru ou personificado, ele será sempre pulsante. Seja por alguém, seja por algo… Amor é sentimento sem o qual não se vive! 

E é este sentimento que mantém a Poeme-se em eterno namoro com a poesia.

Pensando nisso, fizemos a coleção “Procura-se um amor”, já criada pela designer Thaís Aragão, porém com uma sacada poética.


As camisetas seguem o mesmo estilo do portfólio de maior sucesso da designer: Pôster, desenho, e mensagem simples (agora em malha 100% algodão).

Conheça um pouco mais da designer:


“Fica até bonitinho né? Procura-se + Poeme-se! (hehe)”.
 -Thaís Aragão  

Sou designer de moda e gráfico por formação.
Além disso, tenho várias ideias na cabeça e muito amor no coração. O amor é minha inspiração em 90% dos meus trabalhos, seja por alguém, uma música, um lugar…

E a partir de um desencontro com amigos (quando eu estava louca pra comer japonês e tomar uma cervejinha e eles furaram comigo. ha ha), criei o Procura-se sem pretensão alguma de virar nada, fiz só para o meu portfolio mesmo.


Mas, as coisas na rede voam, né?


Um tempo depois, o Gledson Vinícius (gestor da Poeme-se) viu o trabalho e me procurou.

Eu não conhecia a Poeme-se, e fiquei encantada, porque nunca tinha visto uma marca de roupas direcionada a este público, amante da poesia.

E o que é a poesia senão o amor?

Daí topei na hora! Fica até bonitinho né? Procura-se + Poeme-se! hehe.


Pensei fazer ilustrações que remetessem rapidamente aos autores, mas sem ser óbvio demais, como algum traço físico, e acho que consegui.

Alguém aí discorda que ela conseguiu?


Quem sabe, agora não fique mais fácil achar um alguém que goste de Chico Buarque, Clarice Lispector, ou Mário Quintana, assim como você?


Substantivo amor, verbo amar = Poeme-se!


Para quem acredita que a poesia é feita para ser vestida.

Camiseta Mario Lago

Polivalente e multifário, Mario Lago foi muitos: poeta, compositor, ator e ativista político.
Formou-se em direito, mas foi seu fascínio pela arte, que o transformou em grande figura do cenário nacional.
Sorte a nossa!

Hoje, seu nome está nas salas de teatro, praças,  bibliotecas… 
 sua poesia veio a se transformar em estampa-verso, aqui na Poeme-se!  
Nossa camiseta lançamento já está disponível na loja virtual, ansiosa por ser vestida.

                                                                                       Poeme-se agora!


Abaixo poema autobiográfico, Eu lago sou, retirado do sítio: http://www.mariolago.com.br/biografia.php
                                                                                                         

                                                                                                  

Camiseta Edgar Allan Poe

     Sábado agora, na feira do Rio Antigo (veja aqui), lançaremos a camiseta Edgar Allan Poe. Criação da Designer Julia Back, baseado no conto  Eleonora (leia aqui).
Você que curte o poeta e seu estilo de escrita, agora poderá  vesti-lo!
Em breve em nossa loja virtual. www.poemese.com
Mais sobre Poe
  • O escritor Edgar Allan Poe nasceu no dia 19 de janeiro de 1809, na Rua Carver da cidade americana de Boston, Massachusetts.
  • Seus pais eram os atores de teatro amador Elizabeth Arnold Poe e David Poe Jr.
  • Seu pai abandonou a família em 1810, quando o escritor tinha apenas 1 ano de idade, e sua mãe morreu no ano seguinte de tuberculose.
  • Edgar Allan Poe passou a morar na casa da família do comerciante John Allan. Ele nunca foi formalmente adotado.
  • O escritor passou parte de sua infância na Inglaterra e na Escócia.
  • Em 1826, Edgar Allan Poe entrou na Universidade da Virgínia. Começou a beber, jogar e contrair dívidas. Ele abandonou o curso de letras um ano depois e mudou-se para Boston.
  • Na época do lançamento do seu primeiro livro, Edgar Allan Poe era soldado do Exército norte-americano. Ele se alistou no dia 27 de maio de 1827.

  • O escritor chegou a cursar a Academia Militar de West Point, mas abandonou-a antes que fosse mandado para Corte Marcial – ele frequentemente faltava às aulas e desobedecia ordens de superiores.
  •  Seu terceiro livro (“Poemas”) foi financiado por seus colegas da West Point. Com a doação individual de 75 centavos cada, eles conseguiram juntar 170 dólares e ajudaram Poe a imprimir o livro.    
  •  Poe casou-se em segredo com Virginia Clemm no dia 22 de setembro de 1835. Virginia era prima de primeiro grau do escritor e tinha apenas 13 anos na época.

  • O poema “O Corvo” foi publicado pela primeira vez no dia 29 de janeiro de 1845 no jornal “Evening Mirror”.
  •   Virginia Clemm morreu de tuberculose no dia 30 de janeiro de 1847, aos 24 anos. Estudiosos acreditam que a morte trágica influenciou a obra de Poe, na qual a “morte de uma mulher jovem e bela” é um tema recorrente.

  •   A morte do escritor é cercada de mistérios. No dia 3 de outubro de 1849, ele foi encontrado pelo tipógrafo Joseph Walker delirando e vagando pelas ruas de Baltimore, Maryland. Vestia roupas que não lhe pertenciam e chamava pelo nome de “Reynolds”, um explorador polar da época.

  •   Poe havia desaparecido dias antes, em 27 de setembro de 1847. Seu paradeiro durante esse intervalo nunca foi descoberto.

  •   Edgar Allan Poe morreu na madrugada do dia 7 de outubro de 1849, aos 40 anos. Seu atestado de óbito diz que ele foi vítima de uma “congestão cerebral”. Embora a verdadeira causa de sua morte seja desconhecida, acredita-se que tenha sido motivada pelo alcoolismo e por doenças como sífilis, raiva ou diabetes.

  •   Suas últimas palavras foram “Senhor, ajudai minha pobre alma”.

  •   Seu corpo está enterrado no Cemitério de Westminster, em Baltimore. Desde 1949, um admirador misterioso deixava 3 rosas vermelhas e meia garrafa de conhaque no túmulo do escritor na noite de seu aniversário, no dia 19 de janeiro. O estranho era conhecido apenas como “Poe Toaster” (“aquele que brinda a Poe”). Desde 2009, ele não aparece por lá, o que indica que a tradição de 60 anos se encerrou.

  •   O time de futebol de Baltimore foi batizado de “Raves” (“corvos”) em homenagem ao escritor.

Informações retiradas o site guia dos curiosos (http://www.guiadoscuriosos.com.br/categorias/4759/1/edgar-allan-poe.html)