Posts in "literatura"

Lançamento mais que nutritivo na Poeme-se, confira

“Você tem fome de quê?

Você tem sede de quê?

A gente não quer só comida!”

 

Quem ama literatura sabe que os livros nutrem a nossa alma. Foi exatamente essa a inspiração para a camiseta literária A Literatura Alimenta, o quarto lançamento do mês. Confira
Banner

T-Shirt A Literatura alimenta

Banner

Babylook A Literatura alimenta

Banner

Bata A Literatura alimenta

Os outros lançamentos do mês:

http://www.poemese.com/lancamentos?PS=12&O=OrderByReleaseDateDESC

Promoção no #MêsdoLivro – comprou camiseta, ganhou um livro!

Tem coisa melhor para os amantes de livros do que vestir literatura aqui na Poeme-e e GANHAR um livro? Então prepare-se pois em abril, no #MêsdoLivro da Poeme-se a gente criou a promoção:

Como funciona?

Nas compras do dia 10 a 16/04/2017, nas camisetas da nossa coleção especial, você GANHA um título da Editora Nova Fronteira. Mas atenção, é só pra quem comprar os produtos desse link.

Para relembrar:

Abril é o #MêsdoLivro na Poeme-se porque a gente comemora 3 importantes datas para o mundo da literatura:  – Dia Internacional do Livro Infantil (02 de Abril), Dia de Monteiro Lobato Dia Nacional do Livro Infantil (18 de Abril) e Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor (23 de Abril).

Você pode acompanhar todas as novidades e promoções através de nossas redes sociais: Facebook ou Instagram!

Algumas camisetas da Promoção:

Estampas Caça Poetas, Decameron, Ler é a maior viagem e Só a literatura salva!

Compre aqui! 

Veja mais sobre o Mês do Livro aqui! 

 

Mês do Livro na Poeme-se

O mês de abril é especial para os amantes da literatura! Esse período reúne 3 datas importantes que celebram a literatura infantil e também o livro e os direitos do autor. Por isso, aqui na Poeme-se, intitulamos abril como o Mês do Livro. Veja as datas comemorativas:

02 de Abril – Dia Internacional do Livro Infantil
Essa data é uma homenagem ao aniversário de nascimento do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen. Considerado o pai da literatura infantil, ele foi um dos primeiros autores a adaptar fábulas para uma linguagem voltada ao público das crianças.

18 de Abril – Dia de Monteiro Lobato Dia Nacional do Livro Infantil
Monteiro Lobato, pai de Narizinho, Emília, Pedrinho e toda a turma do Sítio do Pica Pau Amarelo nasceu em 18 de abril de 1882. Devido à magnitude de sua obra infantojunvenil, a data de seu aniversário é símbolo para a celebrar o Dia Nacional do Livro Infantil.

23 de Abril – Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor
Mais uma significativa data que reúne 3 grandes nomes da literatura: em 23 de abril registram-se o nascimento e a morte de William Shakespeare; a morte de Miguel de Cervantes e o nascimento de Vladimir Nabokov. Com essa coincidência de datas, a UNESCO institui tal dia como o Dia Mundial do Livro.

“Livro tem dessas coisas, faz mágica só com palavras” – Michelle Trevisani

Promoção no Mês do Livro

E para comemorar, vamos realizar uma promoção até o dia 08 de abril, na semana do Dia Internacional do Livro Infantil, uma Promoção de 50% de desconto em todas as camisetas da coleção infantil.

“Pra mim livro é vida” Lygia Bojunga 

Curiosidades de Livros

Nessa publicação reunimos 12 Curiosidades sobre livros, com informações sobre a maior biblioteca do mundo.

E você sabia que Alice no País das Maravilhas e até mesmo a saga de Harry Potter foram títulos que já sofreram censura? Veja aqui uma lista curiosa de livros inusitados que já foram censurados ou banidos de algum país.

Mas se você gosta mesmo de colecionar frases marcantes de livros, para guardar e se inspirar. Olha esse trecho de Ensaio sobre a cegueira: “A cegueira também é isto, viver num mundo onde se tenha acabado a esperança.” Aqui temos 23 trechos emocionantes! 

Leia também: 15 frases para quem ama livros.

Qual a função da literatura? Veja como a arte muda vidas

Tentar desvendar qual a função da literatura é tarefa das mais difíceis. Tal arte escrita, ofício dos homens e mulheres das letras, seja em prosa ou verso, poderia ser relacionada a uma certa função social e também cultural. Mas a verdade é que como arte, sua verdade é muito particular. Um livro não é igual para cada leitor e suas reflexões podem mudar a cada vez que uma mesma pessoa escolhe sua leitura.

Alguns mestres criaram suas definições de literatura de maneira primorosa: “A literatura antecipa sempre a vida. Não a copia, molda-a aos seus desígnios.“- diria o escritor Oscar Wilde. Ou então para o poeta português Fernando Pessoa: “A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.”

Essa arte que tanto nos fascina e inspira muitas camisetas e pequenices de nossa coleção virou pauta de maneira ainda mais especial essa semana em nossas redes sociais. Após o lançamento da camiseta Só a Literatura Salva, resolvemos criar um evento literário, de forma virtual, no Facebook: VEJA AQUI! A brincadeira trazer à tona reflexões importantes sobre como os livros impactam as pessoas no dia a dia, para além da leitura.

Conheça a Camiseta Só a Literatura Salva

qual-a-funcao-da-literatura

A forma como a literatura está transformando, criando e impactando o universo cotidiano virou notícia! E que bom seria se todos os dias mais notícias como essas estampassem as capas de jornais por aí.

A seguir, vamos compartilhar algumas dessas notícias e queremos ampliar ainda mais essa pauta! Se souber de outras iniciativas, compartilhe com a gente nos comentários.

Projeto estimula crianças e jovens a se tornarem escritores

Doações de livros ajudam a recuperar dependentes de álcool em Rio Preto

A médica que prescreve poesia na lida diária com a morte

qual-a-funcao-da-literaturaCidade romena oferece transporte público grátis para passageiros que lêem no trajeto

15 benefícios da leitura que podem triplicar a sua qualidade de vida

Projeto distribui gentileza através de frases em garrafas

Jovens surpreendem passageiros com recital de poesias em ônibus no Rio

Projeto mapeia presença feminina na literatura periférica 

Ler poesia é mais útil para o cérebro do que livros de autoajuda, diz estudo

Morador de rua de BH vence o crack com a ajuda da literatura e já tem dois livros publicados

Competição de poesia ajuda jovens a se engajarem em projetos sociais

Médicos da Inglaterra vão receitar livros de autoajuda

9 dicas de livros brasileiros que todo mundo deveria ler

Essa é daquelas listas que sabemos ser impossível chegar a um veredito final sobre quais são os livros brasileiros que todo mundo deveria ler. Apostamos nos clássicos e nossa pesquisa elencou 9 livros. Será que você já leu todos?

1) Vidas Secas – Graciliano Ramos
Gracialiano Ramos escreveu o romance “Vidas Secas” em 1938 narrando a história de uma família que foge da seca no Nordeste, abandonando suas terras. O modo como cada personagem é apresentado e suas personalidades vão sendo dissecadas dá um certo tom árido para retratar toda a miséria pela qual os retirantes passam. Um dos personagens mais queridos do livro é a cachorra Baleia, que ganha traços quase humanos na trama, em contraste com os filhos do casal Fabiano e Sinhá Vitória, que sequer têm nomes: “O menino mais velho” e “O menino mais novo”. É considerada uma das mais importantes obras regionalistas do país.

2) Dom Casmurro – Machado de Assis
Afinal, Capitu traiu ou não traiu Bentinho? Para além do mistério mais intrigante da literatura brasileira, a obra-prima de Machado de Assis é muito mais densa e genial ao longo de toda a construção dos personagens que fazem parte dessa envolvente trama. Publicada em 1899, a narrativa é escrita em forma de memórias do personagem Bento Santiago que se vê as voltas com a paixão intensa por Capitu, na mesma medida em que surge uma desconfiança da relação de sua amada com seu melhor amigo, Escobar. Se você é fã do escritor, confira aqui dicas de outros livros de Machado de Assis.

3) Macunaíma – Mário de Andrade
O clássico do modernismo, “Macunaíma” mostra a multiculturalidade do Brasil ao nos transportar para a história do anti-herói que dá título ao livro, um índio que é a representação do povo brasileiro: “No fundo do mato-virgem nasceu Macunaíma, herói de nossa gente. Era preto retinto e filho do medo da noite.” Com uma escrita carregada de bom-humor, Mário de Andrade explorou de modo inteligente as grandes críticas do povo brasileiro, transformando tais características em elementos positivos, algo que faz parte de nossa identidade natural.

4) A morte e a morte de Quincas Berro D’Água – Jorge Amado
O baiano Jorge Amado nos presenteou com a história de Joaquim Soares da Cunha, o Quincas Berro D’Água. Na trama, Quincas é um funcionário exemplar que para desgosto da família resolve largar tudo e tornar-se o “cachaceiro-mor”, o “rei dos vagabundos da Bahia”. A partir da notícia de sua morte vários questionamentos se iniciam: desde como ele veio a falecer até quem realmente era esse homem.

5) A Hora da Estrela – Clarice Lispector
Clarice Lispector tem uma escrita rica e densa para inspirar diversas reflexões e com sua “A hora da estrela” não foi diferente. Nessa trama, Macabéa é a personagem principal, uma nordestina que reside no Rio de Janeiro e foi criada por sua tia. Com o desenrolar da história, vemos ela se apaixonar pelo metalúrgico Olímpico de Jesus, que por sua vez, vai mostrar-se mais interessado em sua amiga, Glória. O desfecho trágico desse triângulo amoroso parece revelar mais de Macábea.

6) Grande Sertão: Veredas – Guimarães Rosa
Das mais importantes obras nacionais, Grande Sertão: Veredas não poderia deixar de fazer parte de nossa lista. O único romance de Guimarães Rosa conta as memórias de Riobaldo, um ex-jagunço, que relembra sua amizade com Reinaldo enquanto envolvem-se em tramas de vingança, luta e outros conflitos que o personagem assume sobre sua própria existência.

7) Iracema – José de Alencar 
A obra de José de Alencar é considerada um dos maiores romances indianistas do Brasil, junto com “O Guarani” e “Ubirajara”. Apresenta-nos ao romance da “índia dos lábios de mel”, Iracema, com o guerreiro Martim. O relacionamento passa por alguns conflitos, por ser entre uma índia e um homem branco, e mostra um pouco mais desse cenário cultural que rodeia a época.

8) Os Sertões – Euclides da Cunha
Euclides da Cunha utilizou-se da Guerra dos Canudos, que ocorreu no final do século XIX na Bahia, como pano de fundo para sua narrativa. A obra é composta por 3 grandes partes: A terra (o meio), O homem (a raça) e A luta (o momento). O livro foi publicado em 1902, apenas 5 anos após o conflito real, liderado por Antônio Conselheiro, no qual Euclides da Cunha pôde acompanhar como repórter do jornal O Estado de São Paulo, na época.

9) O Cortiço – Aluísio de Azevedo
Outro romance que não poderia deixar de estar na nossa lista de livros brasileiros que todo mundo deveria ler é “O Cortiço”, de Aluísio de Azevedo. Através das histórias de João Romão, o dono do cortiço, e de Jerônimo, um trabalhador que vira gerente da pedreira de João Romão. Para a literatura brasileiro, o livro é considerado um dos expoentes da estética realista-naturalista e contribuiu para a reflexão sobre o período em que o Rio de Janeiro se encontrava com sua expansão urbana.

Curtiu a lista? Se tiver alguma obra nacional que você acha que merece estar entre os livros brasileiros que todo mundo deveria ler, escreva nos comentários para nossa equipe!

23 frases de livros marcantes – para guardar!

Todo mundo tem na memória alguma citação que marcou uma época, que inspirou ou até mesmo que adotou como um lema para a vida. Hoje temos um presente: 23 frases de livros marcantes para você relembrar trechos incríveis que leu ou até mesmo ser um incentivo para você finalmente ler aquele livro que está sempre adiando.

Cada trecho aqui é como um presente para você dar asas à sua imaginação. A literatura é fascinante justamente por isso!

Alice no País das maravilhas – Lewis Carroll
“Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então.”
Camiseta Alice

O Caçador de Pipas – Khaled Hosseini
“Foi há muito tempo, mas descobri que não é verdade o que dizem a respeito do passado, essa história de que podemos enterrá-lo. Porque, de um jeito ou de outro, ele sempre consegue escapar.”

O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry
“O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá mais se tem.”
Camiseta Pequeno Príncipe

Harry Potter e as Relíquias da Morte – J.K. Rowling
“Palavras são, na minha não tão humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia. Capazes de ferir e de curar.”

A Culpa é das Estrelas – John Green
“Alguns infinitos são maiores que outros”

Dom Casmurro – Machado de Assis
“A imaginação foi a companheira de toda a minha existência, viva, rápida, inquieta, alguma vez tímida e amiga de empacar, as mais delas, capaz de engolir campanhas e campanhas, correndo…”
Camiseta Machado

Misto Quente – Charles Bukowski
“Que tempos penosos foram aqueles anos – ter o desejo e necessidade de viver, mas não a habilidade.”
Camiseta Bukowski

Guerra e Paz – Tolstoi
“Pretender-se que a vida dos homens seja sempre dirigida pela razão é destruir toda a possibilidade de vida.”
Camiseta Tolstoi

A hora da Estrela – Clarice Lispector
“Que ninguém se engane, só consigo a simplicidade através de muito trabalho.”
Produtos Clarice

1984 – George Orwell
“Enquanto eles não se conscientizarem, não serão rebeldes autênticos e, enquanto não se rebelarem, não têm como se conscientizar.”
Camiseta 1984

Ensaio sobre a Cegueira – Saramago
“A cegueira também é isto, viver num mundo onde se tenha acabado a esperança.”
Camiseta Saramago

Oscar Wilde
“Há coisas que são preciosas por não durarem.”
Camiseta Oscar Wilde

Os Miseráveis – Victor Hugo
“Nunca temamos com os ladrões nem os assassinos. Estes são perigos externos, pequenos perigos. Temamos a nós mesmos. Os preconceitos, esses são os ladrões; os vícios, esses são os assassinos. Os grandes perigos estão dentro de nós. Que importa o que ameaça nossa vida ou nossas bolsas?! Preocupemo-nos apenas com o que ameaça nossa alma”
Camiseta Victor Hugo

Dom Quixote – Cervantes
“À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo.”
Camiseta Cervantes

Ao Farol – Virginia Woolf
“Eles se tornavam parte daquele irreal mas penetrante e emocionante universo que é o mundo visto pelos olhos do amor.”
Camiseta Virginia

O Conde de Monte Cristo
“A vida é uma tempestade, meu amigo. Um dia você está tomando sol e no dia seguinte o mar te lança contra as rochas. O que faz de você um homem é o que você faz quando a tempestade vem.”

Senhor dos Anéis- A sociedade do anel – J.R.R. Tolkien
“Tudo o que temos de decidir é o que fazer com o tempo que nos é dado.”

On the Road – Jack Kerouac
“Nada atrás de mim, tudo à minha frente, como acontece sempre na estrada”
Camiseta Jack Kerouac

A Metamorfose – Kafka
“Certa manhã, ao acordar após sonhos agitados, Gregor Samsa viu-se na sua cama, metamorfoseando num monstruoso inseto.”

O Alquimista – Paulo Coelho
“Porque não vivo no meu passado, nem no meu futuro. Tenho apenas o presente, e ele é o que me interessa. Se você puder permanecer sempre no presente, então será um homem feliz.”

A menina que roubava livros – Markus Zusak
“Talvez esse seja um castigo justo para aqueles que não possuem coração: só perceber isso quando não pode mais voltar atrás.”

Cem Anos de Solidão – Gabriel García Márquez
“As coisas têm vida própria. Tudo é questão de despertar a sua alma.”

O Mágico de Oz – L. Frank Baum
“Você quer um coração? Você não sabe o quão sortudo és por não ter um. Corações nunca serão práticos enquanto não forem feitos para não se partirem”

O Mundo de Sofia
“Tudo depende do tipo de lente que você utiliza para ver as coisas.”

frases-de-livros-marcantes
Quer contribui para nossa lista de frases de livros inspiradoras? Envie a sua preferida nos comentários!

Quais livros foram censurados?

Alguns dos livros de nossa lista são verdadeiros clássicos e podem ser citados como modelos de quebra de paradigma, abordam temas profundos sobre a sociedade e são algumas das obras mais lidas de todos os tempos. Mas, por outro lado, tocam em assuntos polêmicos e, por isso, foram banidos durante uma época específica ou em algum país contrário aos questionamentos e reflexões que o livro pode gerar. Veja a lista de quais livros foram censurados:

Alice no País das Maravilhas 

“Alice no País das Maravilhas”, obra de Lewis Carroll, foi proibido na China. A alegação era a de que o livro tinha como personagens “animais que falavam”. A obra data de 1985 e tem diversos personagens absurdos, criados em um mundo recheado de fantasia e o nonsense como características de destaque. Aos olhos dos censores, personagens como o coelho que está sempre atrasado, o gato de Cheshire com seu enigmático sorriso e a lagarta fumante, por exemplo, não poderiam ser colocados no mesmo nível dos homens.

Conheça a Camiseta Alice no País das Maravilhas

Admirável Mundo Novo

Aldous Huxley escreveu sobre uma civilização no futuro com uma visão totalmente pessimista e apoiado em um viés científico em que a identidade humana é inexistente, o destino de cada indivíduo é definido biologicamente, a felicidade é obtida através de drogas, não há o conceito de família e o sexo é incentivado. Por tocar em temas polêmicos, a obra lançada em 1932 apesar de ser considerada um grande clássico, foi banida de diversas bibliotecas dos EUA, devido ao seu conteúdo incentivar o sexo promíscuo.

A revolução dos Bichos

George Orwell tem menção honrosa em nossa lista com 2 livros sofrendo censura. Em “A Revolução dos Bichos”, Orwell escreveu durante a 2ª Guerra Mundial sua sátira à ditadura de Stalin, através de uma história cheia de referências à União Soviética de forma bastante crítica. O livro foi banido na década de 1960 de diversas bibliotecas e depois na década de 1980, sendo apontado como uma obra pró-comunista.

E, na história mais recente, em 2002, o livro foi banido dos Emirados Árabes por ser acusado de conter elementos contrários aos valores da cultura islâmica.

1984

O Grande Irmão que tudo vê e tudo controla é uma das metáforas mais interessantes que Orwell utilizou para retratar as faces de um regime totalitário e seus desdobramentos em futuro distópico. Para ler mais sobre o resumo de 1984, veja aqui. Ao tratar de temas políticos e sociais de forma tão crítica também foi banido em alguns locais. A curiosidade fica na dúbia interpretação que os censores aplicaram: enquanto nos EUA o livro foi apontado como pró-comunista, na Rússia a história foi censurada por ter sido vista como uma crítica ao regime vigente da época, no caso, comunista.

Conheça a Camiseta 1984

Feliz Ano Novo

Também por questões políticas, a obra de Rubem Fonseca foi vítima da censura pelo Departamento de Imprensa e Propaganda, o DIP, durante a época da Ditadura Militar no Brasil. Publicado em 1975, Fonseca apresentava diversos contos que retratavam casos urbanos que continham grande teor de violência. Para citar alguns temas: um milionário que atropela diversas pessoas, ladrões que invadem uma festa de réveillon e um jovem que come o corpo da amante com a ajuda de suas tias. O livro foi um sucesso de vendas, alcançando 30 mil exemplares em pouco mais de um ano. Porém, no ano seguinte ao seu lançamento o DIP censurou o livro por acusar a obra de ser contra a moral e os bons costumes, além de fazer apologia à violência.

O Diário de Anne Frank

A menina de 13 anos que sofreu os horrores do holocausto e retratou sua vida em um esconderijo com sua família nas páginas de seu diário também sofreu com a censura. A obra foi polêmica entre algumas bibliotecas dos EUA por abordar assuntos como sexualidade e homossexualidade.

O Apanhador no Campo de Centeio

O escritor J. D. Salinger ao lançar seu livro em 1951 talvez não imaginasse que a obra sofreria com tantas controvérsias ao longo dos anos. Com uma história de um garoto rebelde que foge do colégio interno rumo à Nova Iorque, ele foi alvo de perseguição por parte de pais que acusavam o livro pela linguagem chula, por falar de temas como prostituição e incentivar atos rebeldes. Muitas bibliotecas retiraram o livro das prateleiras: para se ter uma ideia, foi o livro mais censurado dos EUA entre 1961 e 1982 e teve um curioso caso em que uma professora foi demitida após recomendar o livro em sala de aula (ela foi readmitida após o caso).

Ironicamente, tanto alarde sobre a obra pode ter surtido um efeito contrário ao que os censores queriam: é até hoje um dos livros mais lidos nos EUA e foi considerado pela Revista Time um dos 100 melhores romances escritos em língua inglesa após 1923. Além de toda a censura sofrida, Salinger viu seu livro se envolver em mais 2 polêmicas: Mark David Chapman, o assassino de John Lennon, disse ter se inspirado no livro para matar o ex-beatle. Além disso, Roberto John Bardo que matou a modelo e atriz norte-americana, Rebecca Schaeffer, e John Hinckley Jr., que tentou assassinar o ex-presidente americano Ronald Reagan em 1981, diziam ter se inspirado no livro.

Lolita

Além da violência e da política, outro tema bastante polêmico que aumentava as chances de uma obra ser vítima da censura era o sexo. O clássico Lolita, do escritor Vladimir Nabokov chegou a ter todas as cópias apreendidas em 1955. O motivo era a acusação de conter sexo, incesto e apelo sexual a uma menor de idade, já que a história trazia um homem mais velho que se apaixonava por sua enteada de 12 anos, o que também gerou acusações de pedofilia.

Harry Potter 

Um exemplo mais atual é a saga do bruxo Harry Potter, escrita por J. K. Rowling que narra um mundo fantástico, com uma escola de magia como pano de fundo. Justamente por envolver esse tema foi vítima de algumas censuras, chegando a ser banida de escolas nos Emirados Árabes Unidos por ser acusada de incentivar a bruxaria. Além desse caso, líderes religiosos em diversos países protestaram contra o teor de sua história e nos EUA algumas escolas também baniram a leitura dos livros em seus domínios. A American Library Association (Associação Americana de Bibliotecas) recentemente divulgou sua lista com os livros mais banidos do século e os livros de Harry Potter estavam em primeiro lugar.

O Senhor dos Anéis

A trilogia “O Senhor dos Anéis” de Tolkien também foi censurada por diversos grupos religiosos que condenavam seu conteúdo pagão. Conta-se que em 2001 alguns exemplares do livro foram queimados em uma igreja no Novo México, dizendo que Tolkien fazia apologia ao satanismo, embora o autor fosse cristão e não haja menção de figuras satânicas na obra.

Para quem ama esse universo da literatura e todos esses fatos curiosos, indicamos o artigo: Curiosidades de livros e leitura

Você conhece outros casos de livros que foram censurados? Conte pra gente nos comentários!

quais-livros-foram-banidos

15 frases para quem ama livros

Depois de reunirmos 20 frases sobre o que é ser escritor e tentar refletir sobre essa busca pela inspiração e produção através das letras, apresentamos 15 frases para quem ama livros. Daquelas citações que só quem é apaixonado por um livro entende. Para quem não resite ao cheiro de livro novinho, ou não consegue sair de uma biblioteca de uma livraria de mãos vazias. Para quem não vê a hora passar absorto em uma prazerosa leitura. Aprecie:

“Livro é tão bom que deveria ser elogio. Tipo: ‘Você é tão livro!‘”

frases-para-quem-ama-livro

“Eu sempre imaginei que o paraíso seria um tipo de biblioteca” – Jorge Luis Borges

“Uma mulher que lê muito é uma criatura perigosa.” – Lisa Kleypas

“Somos o resultado dos livros que lemos, das viagens que fazemos e das pessoas que amamos…” – Airton Ortiz

“Eu acho a televisão muito educativa. Toda vez que alguém liga o aparelho, eu vou para a outra sala e leio um livro” Groucho Marx

O autor só escreve metade do livro. Da outra metade, deve ocupar-se o leitor.” – Joseph Conrad

“Meio de transporte favorito: Livro.”

frases-para-quem-ama-livros

“Nós lemos para saber que não estamos sozinhos”. – C.S Lewis

“Meus filhos terão computadores, mas antes terão livros.” – Bill Gates

“Uma mente necessita de livros da mesma forma que uma espada necessita de uma pedra de amolar se quisermos que se mantenha afiada” George R. R. Martin

“Livros dão alma ao universo, asas para a mente, voo para a imaginação, e vida a tudo”. – Platão

“Continue lendo. Isso é uma das mais maravilhosas aventuras que alguém pode ter.” – Lloyd Alexander

“Nunca empreste livros, pois nunca vão devolvê-los. Todos os livros que tenho em minha biblioteca são livros que outras pessoas me emprestaram” – Anatole France

“Um livro clássico nunca termina o que nos tem a dizer“ – Ítalo Calvino

“Com a liberdade, livros, flores e a lua, quem poderia não ser feliz?” – Oscar Wilde

2 lançamentos para quem ama livros

No #AbrilLiterário da Poeme-se tem lançamento de camiseta literária toda semana!

Uma máquina que não vem com manual de instruções. Para fazer funcionar, basta um pouco de criatividade e outro tanto de inspiração. Camiseta A Fabulosa Máquina de fazer versos:

camisetas-para-quem-gosta-de-livros

Literatura: a composição mais refrescante para mentes sedentas. Reunimos Engels, Freud, Marx e Jung para o lançamento Camiseta Refresque suas ideias:

camiseta-para-quem-gosta-de-livros

frases-para-quem-ama-livros

Se você conhecer mais frases para quem ama livros que são inspiradoras, conte pra gente nos comentários!