Posts in "poesia"

Primavera a estação de quem conjuga o verbo poemar

Eis que a estação das flores desabrocha. Outubro chega trazendo perfumes capazes de inspirar poetas de todas as matizes. Seguindo, então, a temporada de flores, propomos alguns versos em homenagem a estação. Poeme-se com essa seleção especial:

Um de nossos versos favoritos vem de Casimiro de Abreu: “A Primavera é a estação dos risos”. O poeta foi um dos nomes de maior destaque do período romântico no Brasil e, claro, o trecho virou camiseta poética na nossa coleção:

Camiseta Casimiro de Abreu

A origem desse verso de Casimiro é a poesia Primaveras:

Primaveras

A primavera é a estação dos risos,
Deus fita o mundo com celeste afago,
Tremem as folhas e palpita o lago
Da brisa louca aos amorosos frisos.

Na primavera tudo é viço e gala,
Trinam as aves a canção de amores,
E doce e bela no tapiz das flores
Melhor perfume a violeta exala.

Na primavera tudo é riso e festa,
Brotam aromas do vergel florido,
E o ramo verde de manhã colhido
Enfeita a fronte da aldeã modesta.

A natureza se desperta rindo,
Um hino imenso a criação modula,
Canta a calhandra, a juriti arrula,
O mar é calmo porque o céu é lindo.

Alegre e verde se balança o galho,
Suspira a fonte na linguagem meiga,
Murmura a brisa: – Como é linda a veiga!
Responde a rosa: – Como é doce o orvalho!

Outro poeta que escreveu sobre a primavera foi o chileno Pablo Neruda, que também figura em nossa coleção de camisetas poéticas, com uma das estampas mais românticas da loja. O poema “Tu És em Mim Profunda Primavera”, presente no livro”Os Versos do Capitão” pode ser lido abaixo:

Camiseta Pablo Neruda 

pablo-neruda-primavera

Tu És em Mim Profunda Primavera

O sabor da tua boca e a cor da tua pele,
pele, boca, fruta minha destes dias velozes,
diz-me, sempre estiveram contigo
por anos e viagens e por luas e sóis
e terra e pranto e chuva e alegria,
ou só agora, só agora
brotam das tuas raízes
como a água que à terra seca traz
germinações de mim desconhecidas
ou aos lábios do cântaro esquecido
na água chega o sabor da terra?

Não sei, não mo digas, tu não sabes.
Ninguém sabe estas coisas.
Mas, aproximando os meus sentidos todos
da luz da tua pele, desapareces,
fundes-te como o ácido
aroma dum fruto
e o calor dum caminho,
o cheiro do milho debulhado,
a madressilva da tarde pura,
os nomes da terra poeirenta,
o infinito perfume da pátria:
magnólia e matagal, sangue e farinha,
galope de cavalos,
a lua poeirenta das aldeias,
o pão recém-nascido:
ai, tudo o que há na tua pele volta à minha boca,
volta ao meu coração, volta ao meu corpo,
e volto a ser contigo a terra que tu és:
tu és em mim profunda primavera:
volto a saber em ti como germino.

O príncipe dos poetas, Olavo Bilac, não poderia ficar de fora dessa lista falando sobre a estação das cores e amores:

Camiseta Olavo Bilac 

poesia-sobre-primavera

Primavera
“Ah! quem nos dera que isto, como outrora,
Inda nos comovesse! Ah! quem nos dera
Que inda juntos pudéssemos agora
Ver o desabrochar da primavera! Saíamos com os pássaros e a aurora.
E, no chão, sobre os troncos cheios de hera,
Sentavas-te sorrindo, de hora em hora:
“Beijemo-nos! amemo-nos! espera!”E esse corpo de rosa recendia,
E aos meus beijos de fogo palpitava,
Alquebrado de amor e de cansaço.A alma da terra gorjeava e ria…
Nascia a primavera… E eu te levava,
Primavera de carne, pelo braço!

A poetisa portuguesa, Florbela Espanca, também foi capturada pela primavera e escreveu sobre como encarar a vida como a estação nos ensina:

Camiseta Florbela Espanca 

primavera-frases

“Há uma primavera em cada vida: é preciso cantá-la assim florida, pois se Deus nos deu voz, foi para cantar! E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada que seja a minha noite uma alvorada, que me saiba perder…para me encontrar….”

Quais outros versos sobre a primavera você acrescentaria nessa lista?

Poemas de Castro Alves

Ler Castro Alves é essencial. O baiano que faleceu aos 24 anos deixou um imenso legado para a poesia brasileira. Tanto que no dia de seu nascimento, 14 de março, é comemorado o Dia Nacional da Poesia como já lembramos aqui. Fizemos uma seleção de 5 poemas de Castro Alves que achamos interessantes para quem quiser conhecer mais sobre seus versos.

Sob influência do movimento abolicionista, ficou conhecido como o “Poeta dos Escravos”. Chega mais para iniciar sua incursão na obra desse grande escritor:

poemas de castro alves

Continue reading

Poesia: Um Santo Remédio!

Já pensou que as palavras têm o dom de curar? Uma dor de cotovelo, um jeito de matar a saudade, para fazer sorrir, para celebrar a amizade ou até mesmo para se apaixonar! Foi pensando em fazer um carinho e levar o bem através dos versos, que a artista cênica e escritora Larissa Minghin criou o projeto Santo Remédio.

São poesias em cápsulas, que podem ser usadas a qualquer hora que você precisar de inspiração.

poesia um santo remedio

A caixinha contém: Um receituário (tipo cartão, para dedicar ao presenteado), uma bula e um frasco com 15 cápsulas de uso visual com poesias, frases e haikais sobre o tema escolhido.

Importante: Poesia pode causar vício. Consulte um livro, leia de tudo e Poeme-se sem moderação! Escolha a sua:

Um Santo Remédio para Amar.

Um Santo Remédio para se Apaixonar.

Um Santo Remédio para Matar a Saudade.

Um Santo Remédio Para se Sentir Bem.

Um Santo Remédio para Amigos.

Concurso Cultural – Pare de falar mal da rotina (ENCERRADO)

Vocês pediram e nós atendemos. Está no ar o mais novo concurso cultural da Poeme-se!
Em parceria com a poetisa Elisa Lucinda, nós desenvolvemos um linda estampa que pode ser sua. Mas não é só isso… Também temos ingressos para a peça “Pare de falar mal da rotina“, uma comédia reflexiva em curta temporada no Teatro Municipal de Niterói, que acontece às sextas, sábados e domingos até o dia 21 de abril. Para mais informações sobre a peça, clique aqui.

Escreva um verso/poema sobre a rotina:

Curta nossa página no facebook e use o campo de comentários abaixo para publicar seus versos ou poemas sobre a rotina. O comentário mais curtido levará uma camiseta Elisa Lucinda da Poeme-se e um par de ingressos para a peça. O segundo e o terceiro colocados também ganham ingressos. Simples assim! Depois é divulgar para os amigos e torcer para que seu talento renda muitos likes.

Curta:

Clique em comentar e publique seu versos sobre a rotina:

O concurso vai até 22h do dia 16/04/2013. Qualquer um pode participar, independente do estado onde more, desde que arque com as passagem para o espetáculo. Quanto à camiseta, será enviada via PAC ao endereço escolhido. O concurso é válido para todo o território nacional. A Poeme-se prezará por versos de autoria. Quaisquer evidências de plágio serão descartadas do concurso, independente do número de curtir. O vencedor ganhará uma (1) camiseta (tshirt ou babylook) da Elisa Lucinda do site www.poemese.com e dois (2) ingressos para a peça “Pare de falar mal da Rotina”. A Poeme-se alertará o vencedor via Facebook, sendo que o mesmo ficará responsável pela locomoção até o teatro e por enviar o endereço de entrega da camiseta.


14 de Março – Dia Nacional da Poesia

Em homenagem ao poeta brasileiro que lutou pela abolição da escravatura, hoje, dia 14 de março, comemora-se no Brasil o Dia Nacional da Poesia. Foi ele, Castro Alves, que com seus versos de protesto, lutou bravamente para que a liberdade imperasse no Brasil, escrevendo poemas como “A canção do Africano” e “Navio Negreiro”, abaixo intertextualizado na voz de Caetano Veloso.

Hoje é dia de vestir com orgulho a poesia, pois ela fez parte da história da nação brasileira.

Poeme-se!