Posts in "Portela"

Velha Guarda da Portela – história do Brasil!

Valorizar a cultura popular está no DNA da Poeme-se. Para essa empresa-verso que vos fala, o nosso ideal de colocar a poesia em movimento é ir além, levando a arte a todo canto, seja em sua forma escrita, visual ou musical. E uma de nossas paixões declaradas é o samba. Por isso, quando fechamos nossa parceria com o Centro Cultural Portela, para dar vida à camisetas que homenageiam os grandes da águia e branca, a velha guarda da Portela, assumimos essa missão com gosto!

Os frutos dessa parceria renderam quatro camisetas: (veja em Coleção Portela)

velha guarda portela (1) velha guarda portela (4)

velha guarda portela (3) velha guarda portela (2)

Agosto é um mês especial para relembrar Candeia, que nasceu em 17 de agosto de 1935. Se o sambista estivesse vivo, completaria 80 anos! (Leia: Por trás do samba de Candeia)

E assim como a gente apoia projetos culturais da Benfeitoria, hoje trazemos uma iniciativa sensacional da Velha Guarda da Portela, que a Embolachauma plataforma de financiamento coletivo focada em projetos musicais (entenda aqui) – está divulgando.

Basicamente, o projeto quer viabilizar a realização de uma turnê da Velha Guarda da Portela por todo o Brasil. A intenção, conta Serginho, um de seus integrantes, é “não deixar morrer os sambas despretensiosos, sem intenção comercial”. E você pode ajudar fazendo a sua doação para o projeto e, a cada valor, você tem um benefício diferente. Veja aqui como funciona.

Vem celebrar o sambar, a arte, a cultura do Brasil!

Leia também:

Por trás do samba de Candeia

Waldir 59: uma vida dedicada ao samba

Confira a Coleção que homenageia os grandes nomes de sambistas e figuras importantes da Portela: tem Casquinha, Tia Doca, Candeia, Waldir 59 e Zé Keti – Coleção Portela.

Camisetas para o Carnaval

O Carnaval é uma época inspiradora: as ruas se enchem de cores, luzes e sons, a alegria da maior festa popular do país contagia e muitos aproveitam para soltar a criatividade em fantasias lúdicas. Para animar ainda mais a folia, preparamos uma seleção de camisetas para o Carnaval, pra quem já quer entrar no clima.

Amantes do samba e da Portela, o Carnaval vem aí! 
Nossa parceria com o Centro Cultural da Portela, que muito nos orgulha, rendeu quatro camisetas para homenagear figuras importantes do agremiação. Waldir 59 e Candeia foram parceiros para escrever cinco sambas-enredo, sendo dois destes campeões. Tia Doca e Casquinha são figuras fundamentais para a história do samba e da escola da águia de Oswaldo Cruz.

Se o seu coração é azul e branco ou bate pelo Carnaval, venha cair no samba com uma dessas camisetas que estão em promoção no Verão Literário: a Promoção acabou, mas as camisetas continuam na loja:

Camiseta Casquinha
Camiseta Candeia
Camiseta Waldir 59
Camiseta Tia Doca
camisetas para o carnaval

 

Com que roupa eu vou pro samba que você me convidou?
Foi convidado para aquele bloquinho de rua e não sabe como vai pular o Carnaval? Vá com um dos mais nobres do samba, o grande compositor Noel Rosa. A história da música brasileira não seria a mesma sem sua delicadeza para versos que se transformaram em músicas inesquecíveis.

Camiseta Noel Rosa

camisetas para pular o carnaval

 

Chico ou Caetano?
A MPB revelou dois dos maiores artistas desse país e que tanto influenciam a nossa música até hoje: Caetano Veloso e Chico Buarque.

Camiseta Procura-se um amor que goste de Chico Buarque.

Camiseta E que o mundo Caetane-se.

que roupa usar no carnaval qual roupa ir para os blocos de carnaval

Outras ideias:
As cores de suas pinturas, o exagero, as flores, o visual marcante, tudo parece encaixar perfeitamente com o clima carnavalesco como o visual da intensa artista mexicana Frida Kahlo. Que tal a Camiseta Frida Kahlo?

camisetas para o carnaval

Um tanto quanto sugestiva, a Camiseta Bukowski é para aqueles que adoram a máxima do poeta: “Se acontece uma coisa boa, você bebe pra comemorar; Se nada acontece, você bebe pra que algo aconteça” Sábio! 

camiseta divertida para carnaval

Você não é muito fã de Carnaval e vai aproveitar o feriado para ficar em casa aproveitando para colocar suas séries favoritas em dia, ou mesmo fazer o que mais gosta: ler livros? Nada melhor do que a Camiseta Amo Livros.

camiseta para quem ama livros

Waldir 59: uma vida dedicada ao samba

Ele tem 86 anos, dos quais 76 foram dedicados à Portela, e é o mais antigo sócio vivo da escola de samba. Waldir de Souza, o Waldir 59, fez história e a Poeme-se, junto com o Departamento Cultural da Portela, lança essa camiseta para homenageá-lo.

No último sábado, dia 5 de abril, a Portela organizou a sua já tradicional Feijoada da Família Portelense. Mas para nós da Poeme-se, o evento teve aquele gosto especial: o lançamento da camiseta poética para celebrar Waldir 59. Essa iniciativa tem parte da renda revertida para os projetos do Departamento Cultural da Portela e é a segunda estampa do projeto. A primeira foi a camiseta de Candeia.

O autor de cinco sambas-enredo da azul e branco, sendo campeão do Carnaval por duas vezes em 1957, e 1959, escolheu os versos do samba “Vem Amenizar” para estampar a sua camiseta.

waldir-59-portela-_

Waldir 59 é hoje integrante da Velha Guarda Show da Portela desde 2013, autor de cerca de quarenta sambas, e, múltiplo artista que é, considerado um dos mais importantes diretores de harmonia. Junto a Casquinha e Monarco, é um dos remanescentes da ala de compositores mais criativa da história das escolas de samba.

Para estrelar o ensaio fotográfico, juntamente com Waldir 59, o departamento cultural convidou a cantora Teresa Cristina. Além de sua ligação com a Portela, em especial, com a Velha Guarda, a música, “Vem Amenizar” faz parte do repertório da cantora. Teresa, abriu mão do cachê para realização das fotos.

A Terceira Porta-Bandeira da escola, Camyla Nascimento, bisneta de Natal, também estrelou o ensaio fotográfico, de forma gratuita. E claro, o próprio homenageado também foi o modelo desta edição. As fotos são de Getúlio Ribeiro.

Compre aqui a camiseta em edição limitada.

teresa-cristina

portela

waldir-59-

waldir-59-portela

Leia também: Por trás do samba de Candeia

Confira a Coleção que homenageia os grandes nomes de sambistas e figuras importantes da Portela: tem Casquinha, Tia Doca, Candeia e Zé Keti – Coleção Portela.

Por trás do samba de Candeia

O samba de Candeia e sua história inspiraram a nova camiseta da Poeme-se. Amantes do samba, da boa música, dos versos inspirados, esse post é para vocês!

Recentemente, lançamos a camiseta Candeia! para homenagear o grande Antônio Candeia Filho, sambista, cantor e compositor, juntamente com o Centro Cultural Portela. Agora a gente convida você a conhecer um pouco da história dele.

samba de Candeia

Na foto: Diogo Fran – mestre-sala da Portela. 

Candeia nasceu no samba, frequentava desde cedo rodas de samba e aprendeu violão e cavaquinho. Ainda novo, com então 17 anos, compôs em parceria Altair Prego o samba enredo “Seis Datas Magnas”. Com este samba, a Azul e Branco conquistou a nota máxima em todos os quesitos do desfile, feito inédito até então.

samba de Candeia _

O sambista virou policial e, em uma tragédia, após uma batida de carro, Candeia levou cinco tiros e teve paralisia em suas pernas. Aposentou-se por invalidez e foi se dedicar exclusivamente à sua paixão: o samba.

Em 1975 ele fundou a Escola de Samba Quilombo, que tinha como lema: “Escola de Samba é povo na sua manifestação mais autêntica! Quando o samba se submete a influências externas, a escola de samba deixa de representar a cultura de nosso povo“. 

Ainda em 75 dois sucessos: Candeia compôs “Testamento de Partideiro” e “O Mar Serenou”, que fez sucesso na voz de Clara Nunes, em seu LP “Claridade”. Em 1978, Candeia faleceu em decorrência de uma infecção generalizada. Mas seus versos são eternos e a Poeme-se vem celebrar o melhor do samba de Candeia.

A gente presenteia vocês com mais fotos do nosso ensaio fotográfico, feito por nosso incrível fotógrafo, Getúlio Ribeiro, apreciem:

candeia (1) candeia (2) poeme se (1) poeme se (2) samba (1) samba (2)

Veja a camiseta Candeia aqui!

Confira a Coleção que homenageia os grandes nomes de sambistas e figuras importantes da Portela: tem Casquinha, Tia Doca, Waldir 59 e Zé Keti – Coleção Portela.