Posts in "Promoção"

Vou-me embora para Pasárgada – Promoção de Carnaval!

Descobrimos um novo mundo imaginado por Manuel Bandeira e queremos saber como você enxerga esse lugar mágico. Descubra nossa promoção de carnaval!

A graça de brincar com as palavras é que com a poesia, a  imaginação dos escritores ganha asas e, de presente, quem lê é despertado para novos ou antigos sentimentos, tocado por emoções das mais diversas e transportado para novos mundos, onde tudo é possível. Manuel Bandeira é daqueles poetas que mesmo com a melancolia presente em seus versos, queria passar a alegria de estar vivo e para isso, emprestou todo o seu lirismo em grandes obras que marcaram o cenário nacional.

Para celebrar a chegada das cores, da alegria e da beleza do Carnaval, a Poeme-se vai lançar em fevereiro a camiseta Pasárgada, representando um lugar que dá vontade de ir embora e aproveitar para viver uma aventura e ser amigo do rei, ser mais livre com aquela alegria única quando a gente se solta na folia.

E que tal se vier junto uma promoção para você brincar de Manuel Bandeira e imaginar como seria a sua Pasárgada dos sonhos? Gostou da ideia? Veja como participar:

promoca de carnaval manuel bandeira

Envie a resposta para a pergunta “Como você imagina Pasárgada?”  através desse formulário: http://bit.ly/ConcursoPasárgada até o dia 13/02/2015, às 23h59

*Leia o regulamento completo aqui.

Resultado divulgado aqui e em nossa página a partir do dia 20/02/2014.

Resultado! A frase ganhadora foi: “Pasárgada… Um lugar sem chegada nem partida, só estadia. Lugar que é berço, morada e enterro. Onde se quer ficar, por vontade, preso.” Autora: Gabriela Oliveira

E para se inspirar, leia o poema completo de Manuel Bandeira. Boa sorte!

“Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei
Lá tenho a mulher que eu quero
Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pasárgada
Vou-me embora pra Pasárgada
Aqui eu não sou feliz
Lá a existência é uma aventura
De tal modo inconseqüente
Que Joana a Louca de Espanha
Rainha e falsa demente
Vem a ser contraparente
Da nora que nunca tive

E como farei ginástica
Andarei de bicicleta
Montarei em burro brabo
Subirei no pau-de-sebo
Tomarei banhos de mar!
E quando estiver cansado
Deito na beira do rio
Mando chamar a mãe-d’água
Pra me contar as histórias
Que no tempo de eu menino
Rosa vinha me contar
Vou-me embora pra Pasárgada

Em Pasárgada tem tudo
É outra civilização
Tem um processo seguro
De impedir a concepção
Tem telefone automático
Tem alcalóide à vontade
Tem prostitutas bonitas
Para a gente namorar

E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
— Lá sou amigo do rei —
Terei a mulher que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada”

DESAFIO LITERÁRIO: Desvende o Caça Palavras e concorra a uma camiseta Caça Poetas

Aqui na Poeme-se todo mundo adora um Desafio Literário. Por isso, surgiu a ideia da camiseta Caça Poetas, onde letras arranjadas de forma aparentemente aleatória escondem 11 poetas que nos inspiram. Além de você poder comprar esse lançamento poético, que tal participar desse desafio e poder GANHAR essa camiseta-passatempo com tecido 100% algodão e 100% poesia?

Continue reading