Se estivesse vivo, o homem reconhecido como um dos mais influentes poetas brasileiros do século XX, completaria 113 anos em 31 de outubro de 2015. Para celebrar sua vida e obra, reunimos as melhores curiosidades de Carlos Drummond de Andrade.

1) Múltiplos talentos
Drummond, que nasceu em Itabira, interior de Minas Gerais, dedicou sua vida à escrita. Foi além de poeta, contista, jornalista, cronista e tradutor de diversas obras.

2) Expulso do colégio
O ainda menino Drumond foi expulso do Colégio Anchieta, aos 15 anos, por insubordinação mental – na época a justificativa dos padres da direção.  Mais tarde graduou-se em Farmácia, embora nunca tenha exercido a profissão.

3) Não fez parte da ABL 
O escritor sempre rejeitou o título de imortal atribuído aos membros da Academia Brasileira de Letras. Isso porque Drummond nunca sequer se inscreveu para candidatar-se para ocupar uma cadeira.

4) Desentendimento com Mário de Andrade
Com 22 anos, o poeta lançou seu livro “Os 25 poemas da Triste Alegria”, de forma artesanal. Uma das pessoas que ele mostrou sua obra recém-lançada foi Mário de Andrade, que devolveu fortes críticas. Um ano depois, conta-se que quando se encontraram Drummond recusou o abraço de Mário – mas muitos atribuem o gesto à timidez de Drummond.

5) Traduziu grandes nomes
Graças a Drummond temos obras de Balzac, Choderlos de Laclos, Marcel Proust, García Lorca, François Mauriac e Molière na língua portuguesa.

6) Veia jornalística
Carlos trabalhou como repórter para o Correio da Manhã e também foi cronista, dizendo que “O jornalismo é uma forma de literatura.” Suas crônicas forma publicadas no Jornal do Brasil de outubro de 1969 a setembro de 1984.

ultima-cronica-de-carlos-drummond-de-andrade

7) Traduziu músicas da banda The Beatles
Em 1969, seis músicas do quarteto britânico foram traduzidas por Drummond para a revista Realidade (Editora Abril): Ob-La-Di, Ob-La-Da; Piggies; Why don’t we do it in the road?; I Will; Blackbird e Happiness is a warm gun.

8) Deu samba! 
Carlos Drummond de Andrade virou samba-enredo da Estação Primeira de Mangueira em 1987 , que teve o enredo como o grande vencedor daquele ano. Já em 1976, o sambista Martinho da Vila gravou “A Rosa do Povo”, um disco com canções inspiradas no livro de Drummond.

9) Virou nota de dinheiro
Em 1989 o Brasil ganhou notas de Cruzado Novo, que cortavam três zeros em relação à moeda anterior, o Cruzado. A nota de 50 cruzados novos foi estampada por Drummond – de um lado o rosto do poeta, do outro o poema Canção Amiga (do livro Novos Poemas, de 1948): “Eu preparo uma canção/ que faça acordar os homens/ e adormecer as crianças.”curiosidades carlos drummond de andrade
10) Principais obras
Para quem quer descobrir a obra de Drummond, suas principais englobam: Alguma Poesia, Sentimento do Mundo, A Rosa do Povo, Claro Enigma, Antologia Poética, José e Outros, Corpo.

Contribua para aumentar a nossa lista de curiosidades de Carlos Drummond de Andrade, conte pra gente nos comentários outros fatos interessantes da vida do grande escritor!

01

2 Comments Curiosidades de Carlos Drummond de Andrade

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *