Hoje nossa equipe reuniu 11 curiosidades de Sartre: filósofo – sendo considerado um dos nomes mais importantes do existencialismo – além de romancista e ativista político. Confira os principais pontos de sua biografia a seguir.

1) Nascimento
Jean-Paul Charles Aymard Sartre nasceu em 21 de junho de 1905 em Paris.

2) Voraz leitor
Conta-se que o então menino Jean-Paul, logo após aprender a ler, já iniciava sua lista de leitura entre os clássicos de Victor Hugo, Flaubert, Mallarmé, Corneille, Maupassant e Goethe. Além de dedicar-se também aos quadrinhos e outros romances de aventura.

3) Início na filosofia
No ano de 1924, com então 19 anos, Sartre inicia o curso de Filosofia na Escola Normal Superior. Dizem os biógrafos que ele não era exatamente o aluno mais aplicado, porém, interessava-se pelas discussões sobre a questão da liberdade.

4) O encontro com Simone de Beauvoir
Após finalizar o curso, Sartre tenta ingressar no mestrado, mas é reprovado. O fato mudaria sua vida para sempre, pois ao seguir nos estudos em busca de uma aprovação ao curso, estuda com os amigos Nizan e René Maheu na Sorbonne. Assim, acaba conhecendo também Simone de Beauvoir, namorada de Maheu nessa época. O encontro dos dois – que passam a namorar tempos depois – é marcante porque Beauvoir se tornaria sua companheira para o resto da vida.

Sartre e Simone de Beauvoir

Um capítulo a parte na biografia de Sartre, sua união com Simone de Beauvoir representava uma oposição aos relacionamentos tradicionais da época. Durante toda a sua vida, não se casaram e mantinham relacionamentos com outros homens e mulheres, o que chocava a sociedade tradicional.

Um dos casais mais geniais e influentes do século XX, produziram textos brilhantes, sendo Sartre um dos principais nomes do existencialismo e Simone tornou-se uma figura essencial para o feminismo. Veja mais de Simone de Beauvoir aqui. 

Sartre e Simone de Beauvoir

5) Ingresso no exército
No período de 1929 a 1931, Sartre serve ao exército francês na Guerra da Argélia. E no ano de 1939 foi convocado para servir como meteorologista durante a Segunda Guerra Mundial e chegou a ser capturado e preso pelos alemães.

6) Influências
O filósofo estudava as teorias existencialistas de Heidegger e Karl Jaspers, e também autores como Max Scheller e Kierkegaard.

7) O pensamento existencialista
Com suas referências de autores, Sartre ao longo do tempo foi elaborando a sua própria noção do existencialismo. Ele posiciona-se contra uma visão do humanismo clássico, corrente na qual o ser humano é o mais perfeito de todos os seres, feito à imagem de Deus. E, assim, a sua noção de Humanismo abarca questões como o existencialismo e o próprio humanismo estarem muito mais ligados a conceitos de liberdade, sendo aí que encontra-se a dignidade humana.

O existencialismo com Sartre também refere-se ao fato de que o homem sempre pode transcender à sua situação atual, uma vez que seu futuro não está fincado em um determinismo relacionado ao seu passado. No pensamento tradicional, a essência do homem precede a existência. Para Sarte, é justamente o oposto: “Que o homem primeiramente existe, se descobre, surge no mundo; e quer só depois se define. O homem, tal como o concebe o existencialista, se não é definível, é porque primeiramente não é nada. Só depois será alguma coisa e tal como ele se concebe depois da existência, como ele se deseja após este impulso para a existência; o homem não é mais que o que ele faz. Tal é o primeiro do existencialismo”.
8) Principais obras de Sartre 

Sartre publicou diversos livros, dentre eles, o ensaio filosófico “O Ser e o Nada” – considerado um dos títulos fundamentais da teoria existencialista.

Principais obras:
* A náusea, romance – 1938
* O muro, contos – 1939
*As moscas, teatro – 1943
*O ser e o nada, tratado filosófico – 1943
* Entre quatro paredes, teatro – 1945
* O que é a literatura?, ensaio – 1947
* As palavras, Autobiografia – 1964

9) Militância
Durante sua vida, o filósofo deparou-se com importantes movimentos sociais de seu tempo e, em cada um deles, assumia uma postura de militância e empatia. Para citar alguns, o Maio francês, a Revolução Cultural chinesa e a Revolução Cubana.

Além disso, Sartre foi um dos fundadores do grupo Socialismo e Liberdade, que militava contra a ocupação alemã. Nessa época, ele lançou sua peça, “As Moscas”, que tinha como pano de fundo uma lenda grega, mas que na verdade era uma crítica social à situação da França e da Alemanha da época.

10) Nobel de Literatura 
Em 1964, Sartre foi o vencedor do Nobel de Literatura. Porém, ele recusou-se a receber o o prêmio. Na ocasião ele alegava que ao aceitar o prêmio, ele estaria ferindo sua identidade como filósofo.

11) Morte 

Sartre faleceu em 15 de abril de 1980, aos 74 anos, após um edema pulmonar. Foi enterrado no cemitério de Montaparnasse e, na ocasião de seu sepultamento, cerca de 50 mil pessoas acompanharam e prestaram as últimas homenagens.

 

***

É um admirador das ideias de Sartre? Para homenagear esse grande filósofo, a Poeme-se acaba de lançar uma camiseta que estampa uma de suas mais célebres frase: “Estamos condenados à liberdade”. Confira:

Curtiu as curiosidades de Sartre? Sabe mais algum fato histórico importante da vida do filósofo? Conte para a gente nos comentários! 

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *