Quem foi Manuel Bandeira?

Ele foi um dos maiores poetas brasileiros de todos os tempos. Um autor que nos presenteou com tamanho talento para a poesia, em versos como o de “Vou-me embora para Pasárgada”. Tem o trabalho reconhecido como de extrema importância para a cultura brasileira e, ao lado de mestres como João Cabral de Melo Neto e Carlos Drummond de Andrade, ocupa lugar de prestígio entre os maiores poetas pós-1940. Vem descobrir quem foi Manuel Bandeira:

Conhecido por ser o mais lírico dos poetas, ele sabia explorar de forma singular a melancolia, a angústia e temas cotidianos em seus versos. Um fato curioso sobre sua história: de início, Bandeira não seguiu o caminho das letras. Foi cursar arquitetura em São Paulo após terminar o curso de Humanidades, em 1904. Mas devido à tuberculose, abandona as aulas. Este fato marcaria suas obras, pois devido à saúde fragilizada, o poeta aborda o sentimento de deixar de existir a qualquer momento.

Só em 1917, após uma temporada na Suíça, retorna ao Brasil para lançar seu primeiro livro: “A cinza das horas” e, em 1919, publica o livro “Carnaval”. Seu talento foi reconhecido e reverenciado quando, em 1936, foi publicada a “Homenagem a Manuel Bandeira”, com uma série de estudos sobre sua obra. Já em 1940, tornou-se um imortal, ao ser eleito membro da Academia Brasileira de Letras. Atuou ainda como professor de Literaturas Hispano-Americanas, cargo que ficou até sua aposentadoria em 1956.

“Vou-me embora para Pasárgada” faz parte do quarto livro do autor, “Libertinagem”. Em suas palavras, a inspiração para o país imaginário surgiu assim:

“Vou-me embora pra Pasárgada” foi o poema de mais longa gestação em toda minha obra. Vi pela primeira vez esse nome de Pasárgada quando tinha os meus dezesseis anos e foi num autor grego. […] Esse nome de Pasárgada, que significa “campo dos persas”, suscitou na minha imaginação uma paisagem fabulosa, um país de delícias […]. Mais de vinte anos depois, quando eu morava só na minha casa da Rua do Curvelo, num momento de fundo desânimo, da mais aguda doença, saltou-me de súbito do subconsciente esse grito estapafúrdio: “Vou-me embora pra Pasárgada!”.

(Manuel Bandeira)

E agora, com muita alegria, quem quiser vestir o paraíso de Bandeira, pode encontrar nossa camiseta-verso na loja virtual.
quem foi manuel bandeira

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *