Posts tagged "geek"

Nerd alert! Como se divertir sendo nerd no Carnaval.

Nerd alert! Como se divertir sendo nerd no Carnaval.

Cinco dias de folia, suor e tumulto? Nem sempre. Você não precisa ir para uma galáxia tão tão distante para aproveitar ao máximo esse período. Separamos algumas dicas de como se divertir sendo nerd no Carnaval que deixaria Spock orgulhoso de você.

Blocos nerds

Eles não são cheios e tocam suas músicas preferidas. Criatividade e fantasias mirabolantes são os pontes fortes dos blocos nerds, os otakus piram. No Rio temos o Bloco da Marcha Nerd, com composições de animes e clássicos nerds. Em Sampa o I have a bad feeling about this bloco, um bloco todo trabalhado na temática Star Wars. No Recife acontece o Bloco Porco Digital, que reúne nerds, geeks e simpatizantes de tecnologia e em Curitiba esse ano rola o Bloco de Cosplay ou do Bloco de Cospobre (para quem adora um improviso e não tem como gastar muito). Quem disse que nerd tem que ficar em casa no Carnaval? Se vierem questionar manda um Nerd hater merece o quê? para a pessoinha.

Bares temáticos

Se mesmo assim você prefere um espaço mais indoor e intimista, há vários bares temáticos que estão cheios de jogos de tabuleiros e promovem uma folia geek no ambiente daquele maravilhoso ar-condicionado. No Rio temos o Barzinga Geek Planet, esse ano vai rolar o Baile de Máscaras Geek com premiações em dinheiro e Kit Geek de brindes para o melhor Cosplayer. Em São Paulo você pode tomar uns bons drinks no Bar Gibi Cultura Geek e trocar ideia sobre aquela teoria mirabolante de multiversos que seu amigo inventou depois de ver a maratona de Dark. Ou você pode dar um pulo no Woodoo Lounge em Porto Alegre, pub com videogames, jogos de tabuleiro, sinuca e um cardápio cheio de referências de cultura pop. Ou quem sabe dar uma passadinha naquele bar geek de Recife com réplica da Plataforma 9 ¾ de Harry Potter: o Taverna BurgBeer que possui mais de 120 jogos e dois ambientes – um mais medieval e outro mais moderno. Além de exibir séries e um sanduíche de whisky que merece todo o respeito. Bares de sonho, não?

Maratona de séries

Mas se você é adepto ao bloco Unidos da Cama com Pipoca e pijama do Ali Express, aí vão nossas dicas carnavalescas:

– This is us > para chorar tudo que tem para chorar: relações amorosas, problemas familiares, financeiros, dúvidas existenciais e a vida que passa rápida demais. Perfeita para quem adora drama.

– The bold type > ainda sem exibição no Brasil (tem que apelar ao torrente para baixar), essa série girl power acompanha a vida de três amigas em Nova Iorque, com a descoberta de suas próprias identidades e sexualidades. Baseada na vida de Joanna Coles, editora de conteúdo da revista Hearst e ex editora-chefe da Cosmopolitan, é prato cheio para terminar o Carnaval pensando em mudanças.

– Battlestar galactica (a versão de 2004) > porque sim. É preciso rever, em tempos de instabilidade econômica e moral, essa série que nunca envelhece e toca em pontos importantes como repercussões políticas, religiosas e sociológicas. Muito além de “apenas uma série sci-fi.”

– Young Sheldon > divertida e tocante, a cria de The Big Bang Theory – que mostra a infância de Sheldon Cooper – é leve e despretensiosa. Os diálogos e o roteiro brilham, além da atuação do pequeno Sheldon e sua avó, Meemaw.

Literatura de peso

Prefere aproveitar o Carnaval dando um gás em sua leitura atrasada? Então é só vestir nossa nova camiseta e se abrir para essa vida literária! Em 5 dias você consegue ler:

– um livro de contos:  A menina sem palavra de Mia Couto – um panorama do universo infantil em Moçambique. As histórias selecionadas mostram a complexidade que move as relações familiares, a orfandade em um país que viveu por anos em guerra, a realidade das crianças submetidas ao trabalho infantil e os resquícios da luta pela independência. 160 páginas de pura delicadeza.

– um livro de fantasia: Oceano no fim do caminho de Neil Gaiman – a história de um homem que regressa à sua terra Natal para um funeral e recorda os eventos estranhos que ali ocorreram quarenta anos antes. Poético e só com 178 páginas.

– um clássico nerd: O guia do mochileiro das galáxias de Douglas Adams – as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect.
A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do mochileiro das galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário. Apenas 180 páginas.

Jogos zerados

Nada disso? Você prefere zerar um jogo? O que dá para mergulhar no Carnaval e que nunca deixa de ser belo e intrigante?

– Limbo > jogo eletrônico de quebra-cabeça em plataforma. Às vezes dá vontade de ficar morrendo de propósito só para apreciar a composição do jogo. Com tons em preto e branco e uma atmosfera misteriosa, Limbo nos apresenta a um menino que desperta em uma floresta na “beira do inferno” e procura por sua irmã desaparecida.

– Rise of the Tomb Raider > empolgante, com cenas de ação que exige constante atenção do jogador e cenários com espetaculares gráficos, é considerado a evolução de tudo que se viu em relação à série. Destaque para a jogabilidade e o sistema de aprimoramento de armas e utensílios. Nesse jogo, a protagonisa Lara Croft tenta descobrir uma cidade mítica que possui os segredos a imortalidade e a partir daí ela tenta sobreviver lutando contra humanos, animais.

– Final Fantasy Tactics > um jogo de estratégia com uma pitada de RPG. Como é um jogo de estratégia, você vai ficar preso, querendo vencer todas as batalhas. Além, é claro, de que vai querer conseguir todas as classes/jobs e montar um pelotão forte. Igual curtir um Carnaval: fantasias, blocos e vitórias.


O que você pretende fazer nesse Carnaval? Conta pra gente nos comentários! =D


Hanny Saraiva