Posts tagged "vista literatura"

7 dicas para criar uma criança leitora

Todos sabemos que promover a leitura não só estimula a criatividade e a imaginação como ajuda em novas aprendizagens, contribuindo  para aumento de vocabulário, cultura, desenvolvimento de capacidade crítica. Mas crianças leitoras têm uma visão de mundo diferente das que não gostam de ler. Elas resolvem melhor seus problemas, refletem sobre outras possibilidades e muitas das vezes são nas histórias que entendem as dificuldades e os prazeres de se crescer. Todo pai quer que seu filho viva de forma plena e feliz e criar uma criança leitora é o sonho de muitos que acreditam que amar livros é um dos caminhos para se produzir um mundo mais justo e democrático. Separamos 7 dicas para criar uma criança leitora, já testadas por pais que afirmam que deu certo.

1. Incentive a imaginação

Mesmo que a criança não saiba ler os códigos, é fundamental que a criança se sinta parte do processo de construção das histórias. Incentive seu pequeno a criar novos fins, novos começos, a pensar sobre outras possibilidades, a ter vínculos com os personagens, a deixar a imaginação solta.

2. Leve seu pequeno para Bienal do Livro

Toda a família deve frequentar espaços de leitura, livrarias, bibliotecas, Bienal do Livro. Na Bienal do Livro de São Paulo esse ano, por exemplo, haverá uma Praça de Histórias com diversas atividades incríveis e o espaço infantil terá a Tenda das Mil Fábulas com fábulas, lendas, histórias, contos e mitos, destacando na programação a diversidade cultural brasileira e a diversidade humana de 03 a 12 de agosto. Além disso, você poder passar em nosso estande e checar nossas novidades para arrasar com aquele #LookLiterário encantador para o pequeno.

3. Conte uma história todo dia

E se divirta também. Leitura é prazer. Todos sabemos que é importante que pais leiam para os filhos, pois dentre as inúmeras vantagens os vínculos afetivos e o gosto são criados a partir desses momentos. Mas nunca leia com pressa ou estressado. Seu filho irá sentir isso e o que deveria ser um momento partilhado, será visto como uma obrigação e ninguém sente prazer sendo obrigado, né? O que importa não é quantidade e sim qualidade. Velha máxima que deve ser respeitada à risca. O ideal é que pais possam contar uma história por dia, mas não é uma regra fixa, você pode estipular uma vez por semana, três vezes. O que importa é sua presença. De corpo e alma.

4. Deixe a criança se encontrar pela livraria

E isso quer dizer deixá-la explorar o espaço. Nada de você colocando o livro na mão dela, deixe-a escolher. Deixe-a tocar nos livros, passar a mão na capa, ver o que mais lhe agrada. Relaxe e vá você ler um livro. Isso vale também para outros espaços de leitura. Não tenha pressa.

5. Dê o exemplo, leia

Esse é a dica essencial. Se você não sente prazer lendo, seu filho seguirá seu exemplo e não irá gostar de ler. Se você é um apaixonado, no mínimo ele ficará curioso sobre essa paixão. Se empolgue com a leitura, divida com seu pequeno essa alegria. Para pais com bebês: não pare de ler porque está com um bebê. Pode até ser que você diminua um pouco a quantidade de leitura, mas não abra mão. Livros e histórias devem fazer parte do dia a dia da família, como comer e tomar banho.

6. Vá além dos livros

Ler vai além dos livros. A leitura está em sinais de trânsito, em rótulos, receitas, gestos, imagens, canções, o mundo. Temos que entender que aprender os códigos e estudar as letras não faz uma pessoa leitora. Traga outros elementos à vida de seu pequeno para que ele se sinta confiante e se apaixone pelo mundo dos que leem com amor e prazer. Não menospreze outros símbolos que ele pode chamar de leitura.

7. Vista literatura

Se crianças que gostam de super-heróis amam camisetas com seus personagens preferidos, por que crianças que gostam de livros não adorariam camisetas com seus personagens preferidos? Dê presentes que os lembrem da literatura, vista poesia.

Seu filho é um leitor nato? Conta pra gente o que você acrescentaria nos comentários. =)

Hanny Saraiva