Posts in "Uncategorized"

Poesia para rir e chorar – Clown Poético Poeme-se

No próximo sábado, dia 2 de março, a Poeme-se estará mais uma vez levando poesia para a Feira da Rua do Lavradio, distribuindo pílulas de poesia e colocando-a em movimento com estampas 100% algodão e poesia.

E, como forma de inovação, a Poeme-se trará uma novidade ainda mais divertida para a feira. O artista Nélio Fernando encarnará um Clown Poético para espalhar versos aos 4 cantos da feira.

A palavra Palhaço deriva do italiano paglia, que quer dizer palha, que era o material usado no revestimento de colchões. O nome começou a ser usado porque a primitiva roupa desse cômico era feita do mesmo pano e revestimento dos colchões: um tecido grosso e listrado, e afofada nas partes mais salientes do corpo com palha, fazendo de quem a vestia um verdadeiro “colchão” ambulante. Esse revestimento de palha os protegia das constantes quedas e estripulias. Já a palavra Clown é de origem inglesa e tem origem no sec. XVI. Deriva-se cloyne, cloine, clowne. Etimologicamente vem declod, que em inglês significa “camponês” e ao seu meio rústico, a terra (estúpido, cabeça-dura, bronco).

E é assim que a poesia deve ser. Deve cair sem medo de se machucar, fazer estripulias para que se riam, drama para que chorem, tudo isso de forma rústica, primitiva, pois só assim ela vem sinceramente de dentro.

Com a Poeme-se, a poesia que vem de dentro pode estampar o peito do lado de fora, gritando sua mensagem para todos que têm olhos para sinti-la.

Venha vestir poesia na Feira da Rua do Lavradio! Para mais informações acesse o link: https://migre.me/dqIoI

Coloque a poesia em movimento!
www.poemese.com

E que o mundo Poeme-se!

Antes de mais nada viemos trazer novidades!

A Poeme-se lança sua mais nova coleção inspirados nos versos de Vânia Jordão, bióloga, artista plástica e poetisa. Versos esses que são amplamente divulgados nas redes sociais. “E que o mundo”! Assim intitulamos a coleção. Com isso, é possível transformar em verbo 3 grandes nomes do mundo das artes, sendo eles: Caetano Veloso, Drummond e Paulo Leminski.

Escolha então seu verbo favorito e Poeme-se!

Você encontra Poeme-se na rede Cecília Brandão (RJ). Como também no Showroom da Casa Poema (RJ). Aos sábados sempre na Casa das Rosas (SP).

Toda última quinta-feira do mês é regada a poesia na Casa Poema – Escola de Poesia Viva. Hoje não poderia ser diferente. A partir das 20:30, o Teatro do Possível abre as portas para todos que queira colocar a poesia em movimento cantando, dançando, batucando, contando piadas, falando poesias etc.

Para entrar, basta doar um livro de poesia novo ou usado. Caso não tenha um, leve o coração aberto à poesia e desfrute da mesma maneira!

E lembre-se: Você também pode adquirir camisetas poéticas no dia!

Casa Poema

Rua Paulino Fernandes, 15 – Botafogo 

Rio de Janeiro – Telefones: (21) 2286-5976 ou 22865977

Sarau Fora da Caixa – Poeme-se

Ontem, dia 12 de janeiro de 2013, aconteceu o 1º sarau Sarau Fora da Caixa – idealizado e realizado pela Poeme-se. E diga-se de passagem, foi um tremendo sucesso! São Pedro não ajudou, fazendo chover durante todo o dia em questão. Mas isto não impediu que cerca de 40 pessoas estivessem presentes, destilando seus versos e outras manifestações poéticas no Sarau Fora da Caixa.
Tivemos poesia cantada, voz e violão, literatura enxuta, poesia, prosa e leitura dramática de textos do Luiz Fernando Veríssimo.  E além disso tudo, ainda temos uma poesia colaborativa feita às cegas! O resultado você vê logo abaixo:

fora da caixa
o ar é azul, azul, azul
essência
calmaria na comunhão
transa
de amor mistura e poesia a tarde cria
afinal, o que é a vida sem caprichos?
cores, amores e Frida Kahlo
andei louco atrás deste lugar
surpresa!
…e fico a procurar aqui dentro
deixo-me largar na via pública
o amor é outra coisa…
sonhar é não morrer só
acabar
eu só queria que isso não…
motivo de chacota.
há sóis em minha solidão.
som.
som!
matei até um frango para te ter de volta
a dor chama teu nome.
engana-a, toma outro norte!
curto.

Fotos em nossa página do facebook!

Curtiu? Este foi apenas o primeiro de muitos outros saraus que a Poeme-se realizará para colocar a poesia em movimento. Se você participou do nosso sarau, deixe seu comentário, pois por meio dele faremos eventos ainda melhores!

Poeme-se sempre!
www.poemese.com

Eu poemo, e tu poemas?


A Poeme-se abriu um espaço para os seguidores e clientes na sua página do Facebook,
no qual poderão mostrar a poesia que veste. Para isso, basta nos enviar uma foto de quando levou a poesia para passear, com seu nome completo via in box ou para: contato@poemese.com. Pronto! Sua foto irá para nosso álbum, #Eupoemo.


E se você já visitou a nossa Escada Poética, em algum evento,  também pode participar!

Mostre a poesia que te veste! 
          www.poemese.com