Imagino que estejam se perguntando, como conseguiu colocar a Poeme-se na segunda maior rede de livrarias do País. Continuem lendo para descobrir.

O que você faria para fechar uma venda?

O nível de energia e desejo que você tem para fazer algo define se você conseguirá ou não. Se eu perguntasse para você: Você tem interesse em revender para a segunda maior rede de livrarias do país? Acredito que a resposta seja, sim. A diferença para o sucesso está diretamente ligada ao grau de esforço e dedicação que você está disposto a empregar.

Outro ponto importante é sua rede de contatos. Fazer networking é artigo básico de qualquer bom vendedor. Lembrando que, networking só é networking, quando ambos agregam valor. Sempre será uma estrada de mão dupla.

A teoria dos seis graus de separação diz que você está a no máximo seis pessoas de qualquer pessoa do mundo. Ou seja, com apenas estes intermediários você poderia acessar o Papa Francisco, o Anitta ou o Barack Obama. Portanto, não despreze a sua rede de contatos.

Indo ao que interessa, o ano era 2015. Estava ansioso pela programação do Fórum E-Commerce Brasil. No ano anterior havíamos investido alto em nosso site e estávamos engolindo muito conteúdo direcionado. Na programação um nome chamou muita atenção. Num dos palcos principais estava Sérgio Herz – Ceo da Livraria Cultura.

Parafraseando o Chapolim, as minhas anteninhas de vinil logo detectaram a presença de um ‘’amigo’’. A nossa ida ao evento sempre foi respaldada em fechamento de bons negócios com fornecedores do ecossistema. Mas, desta vez, existia a possibilidade clara de vender.

Agora era viabilizar a ida. O evento custava uns mil e pouco por pessoa, mais passagem e hospedagem. Conversamos internamente e não tinha caixa para ir. Aí entra a nossa rede de contato. Liga para um, manda e-mail para outro e pronto, conseguimos duas credenciais. As passagens foram nas milhas e a hospedagem parcelada no AirBNB.

Programação em mãos e cronograma do evento todo afinado. Às 10h estarei na sala X, às 12:30 na Sala Y e às 16:00 na Sala Z. Se aproximava a hora da palestra mais esperada e aumento da adrenalina. Portava um kit poético para lhe presentear e só me perguntava: Como vou falar com ele!?

Não consegui sentar muito perto do palco, mas fiquei na tensão de falar com ele assim que acabasse. Tipo fã, sabe. Ameacei levantar várias vezes pressentido o fim da palestra, mas ele seguia. Fui me posicionando cada vez mais próximo do palco, até que em algum momento estava em pé na lateral.

Pronto, encerrou. Antes mesmo que alguém pudesse cogitar falar com ele, eu subi as escadas correndo e fui o primeiro. Falei algo mais ou menos assim:

Sérgio, sou um grande fã da Livraria Cultura e seria incrível fazer uma parceria com vocês. Trouxe esse kit poético. Espero que goste.

Não dava para demorar muito, a fila atrás de mim aumentou muito. A sensação de dever cumprido é boa demais. Desci do palco e a adrenalina foi baixando. Mas, não esqueçam, ali era só o começo do nosso contato.

Uma das grande virtudes de um vendedor é fazer follow up dos seus contatos. O evento foi no dia 29/07 e no dia 03/08 mandei o seguinte e-mail para ele:

___

De: LeonardoData: segunda-feira, 3 de agosto de 2015 12:00 PM

Para: Sergio Herz

Assunto: Fórum Ecommerce Brasil – Poeme-se

Boa tarde, Sérgio!

Estive no Fórum de Ecommerce em São Paulo e tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente.

O presenteie com alguns produtos Poeme-se que espero que tenha gostado. Se puder nos dar um feedback sobre eles será fantástico!

Além disto, gostaria de parabenizá-lo pela Livraria Cultura. É um lugar muito inspirador para nós e além de sermos admiradores temos a ambição de ser parceiros.

Um abraço,

Leonardo Borba

___

A resposta foi curta e linda. Já passei o seu contato para a responsável de compras e ela entrará em contato essa semana. Lembro no dia ter dado um grito de tesão. Após o contato de compras ainda levamos 3 meses até sair o primeiro pedido. Notem que levei de agosto a dezembro para fechar uma venda.

Conclusão, para fechar a venda com a segunda maior rede de livrarias do país, a Livraria Cultura, tive que usar alguns skills de um bom vendedor. Fazer valer seu networking para acessar seu cliente, ser cara de pau e fazer follow up. Lembrando que isso tudo só faz sentido se por trás você tem um bom produto.

4 Replies to “Como fechei negociação com a segunda maior rede de livrarias do País.

  1. Simplesmente incrível. Eu estou descobrindo a habilidade de ser cara de pau e isto está me transformando.
    Gratidão por compartilhar aqui suas conquistas, elas são inspiradoras.
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *