Poesias para Colombina

A trupe Será O Benidito e a Poeme-se, crentes na ideia de colocar a poesia em movimento, se juntaram para levar à Feira do Rio Antigo, Rio de Janeiro, uma intervenção poética circense: Poesias Para Colombina.

A performer Ludimila Sila, nossa Colombina, subiu em sua Lira estrategicamente armada no meio da Praça Emilinha Borba e ficou esperando que os passantes lessem poesias para que ela pudesse executar suas intrépidas acrobacias.

Se você não pode ler poesias para Colombina, veja como foi a ação.

Eu Poemo, tu Poemas, ele Poema e nós da Poeme-se nascemos para colocar a poesia em movimento.

One Reply to “Poesias para Colombina”

  1. amei lindas palavras.
    aos amantes da poesia faço um convite para conhecerem meu site e o canal em breve terá videos também sites.google.com/view/flavia-moraes-alimento-da-alma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *